ESSPE recebe oficina sobre “Ambiente virtual de aprendizagem Moodle na Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública”

Publicado porbeatriznascimento on seg, 25/06/2018 - 16:08 in

Entre os dias 11 e 15 de junho, a Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE) participou da Oficina “Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle na Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública”, projeto vinculado à Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (RedEscola). Este projeto tem por objetivo otimizar e implementar ambientes virtuais com tecnologias adequadas para desenvolver ações educativas nas Escolas de Saúde Pública que compõem a RedEscola. 

A Oficina contribuiu para o aprimoramento do uso da plataforma, tanto do ponto de vista operacional quanto pedagógico. Foram duas etapas: a primeira foi oferecida para a equipe da ESPPE que gerencia o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da escola, e abordou aspectos técnicos, relacionados a configuração e atualização do software. A segunda foi destinada aos coordenadores, supervisores e tutores da ESPPE, e tratou de aspectos técnicos e pedagógicos, como o processo de organização de projetos educativos no Moodle e a apresentação de ferramentas disponíveis para atender às necessidades dos usuários do AVA. 

A diretora da ESSPE, Professora Celia Borges, destaca que desde 2015 a escola vem trabalhando com plataformas de Ensino a Distância (EAD), para apoiar os processos de formação oferecidos em cursos técnicos, de residência profissional, de atualização, aperfeiçoamento e auto-instrucionais. Para ela, a utilização do AVA permitiu a ampliação da oferta de cursos de forma descentralizada, a democratização do acesso dos trabalhadores de saúde a processos formativos e a criação de um espaço permanente para trocas de experiências entre docentes e discentes.

 “A Educação a Distância é uma questão importante para a agenda da formação profissional promovida pela ESPPE, uma vez que está alinhada com a diretriz da Escola de desenvolver formações descentralizadas e interiorizadas”, garante Celia.

A atividade foi ministrada pela equipe técnica da EAD/ENSP, formada por Maurício De Seta, Coordenador de Tecnologias Educacionais, Henriette dos Santos, Coordenadora da Área de Criação e Desenvolvimento de Processos Educativos, Alex Amorim, Assessor de Tecnologias Educacionais, Tarcísio Rosa, Especialista/Administrador do Moodle, Tatiane Nunes, Assessora da área de Elaboração de Projetos e Materiais, e Fábio de Queiroz Leira, Assessor da área de Elaboração de Projetos e Materiais. 

Mauricio explica que a oficina faz parte de um projeto da RedEscola lançado no final de 2015 e que consiste em realizar treinamento, assessoria e transferência de tecnologia para apoiar os processos de EAD oferecidos pelas escolas. Até o momento, 14 escolas da Rede já receberam a oficina, e seis mais deverão ser alcançadas até 2019.

“Nas oficinas, percebemos como as instituições estão preocupadas com a qualidade dos processos formativos que oferecem, e com a qualidade da formação que seus egressos terão. Nesse sentido, o ambiente virtual de aprendizagem permite que essas escolas ampliem o uso de ferramentas que elas já possuem para executar melhorias nos seus processos de trabalho. Entre as vantagens do uso do AVA, estão a flexibilização do local e do horário de estudo e as possibilidades de economias de escala para as instituições formadoras”, finaliza.